10 razões para se preocupar com distúrbios musculoesqueléticos (MSDs) no trabalho

Distúrbios musculoesqueléticos (MSDs) são um grupo de condições dolorosas que afetam os tendões, nervos e músculos. Na maioria dos casos, acabam piorando se nada for feito e as consequências são dramáticas tanto pessoal quanto profissionalmente.

10 razões para se preocupar com distúrbios musculoesqueléticos (MSDs) no trabalho
10 razões para se preocupar com distúrbios musculoesqueléticos (MSDs) no trabalho

Aqui estão 10 razões pelas quais você deve se preocupar com MSDs no trabalho.

Deterioração do estado de saúde

Em seu início, o problemas musculoesqueléticos são expressas por dor e rigidez das áreas afetadas. Geralmente melhora com o repouso, mas se nada for feito, os problemas se tornam crônicos. Isso resulta em uma perda de força e desajeitamento que pode se tornar irreversível e causar lesões graves.

Risco de deficiência

Músculos, tendões e nervos são essenciais para a mobilidade. Um MSD tratado tardiamente pode levar a uma deficiência e pregar o paciente a uma poltrona ou privá-lo do uso de um de seus membros. Isso obviamente resulta em uma incapacidade de trabalhar.

Aumento de incidentes e acidentes de trabalho

A fadiga, desconforto e dor causados ​​por distúrbios musculoesqueléticos causam falta de atenção e redução nas habilidades de reação. Tudo isso aumenta os acidentes e incidentes de trabalho. Por outro lado, a taxa de perdas e reparos também está aumentando no negócio.

Degradação da vida profissional

Ser atormentado com MSDs o tempo todo em um impacto muito negativo na vida profissional do trabalhador. Ele verá sua produtividade diminuir sem poder remediar isso. Isso leva à frustração seguida por uma perda de motivação.

Atribuição a uma posição indesejada

Como parte de um Prevenção de MSD um trabalhador pode ser transferido para uma posição indesejada. Mesmo que seja por uma boa causa, ele certamente ficará muito descontente com isso.

Impacto na atividade empresarial

Um trabalhador com DME influencia negativamente o desempenho de sua empresa. Suas ausências por motivos de saúde causarão uma desorganização das equipes e uma modificação na distribuição das cargas. A consequência direta é um atraso no cronograma das atividades.

Impacto nos colegas

A ausência de um trabalhador ou a sua incapacidade de desempenhar adequadamente o seu trabalho tem um impacto direto nos seus colegas. Este último terá grande demanda e trabalhará sob pressão para preencher o vazio. Isso induz a uma deterioração do ambiente de trabalho e até faz com que novos casos de MSDs apareçam.

Impacto nas despesas da empresa

Os TMS são classificados como acidentes de trabalho ou doenças profissionais. Como tal, induzem a um aumento da alíquota das contribuições para as empresas. Além disso, os custos de treinamento devem ser gastos para treinar substitutos para trabalhadores doentes.

Risco de demissão

Para o seu bom funcionamento, uma empresa não pode permitir o abrandamento das suas atividades nem o pagamento de custos adicionais imprevistos. No entanto, a presença de um indivíduo que sofre de MSDs na força de trabalho custa o custo. Para limitar os danos, a empresa muitas vezes tem que tomar a dolorosa decisão de ficar sem seu serviço.

Danos à imagem da empresa

Quando funcionários motivados e conscientes sofrem de MSDs, os objetivos de produtividade são difíceis de alcançar. A empresa perde tanto qualitativa quanto quantitativamente. Uma das consequências diretas é a degradação de sua imagem.